quarta-feira, 25 de março de 2009

De volta

Bom, depois de mais de 2 meses sem postar nada, estou de volta! Peço desculpa aos meus leitores pela inconveniência, mas eu estava aproveitando as férias para fazer nada e me abstive inclusive da poesia. No entanto, agora que retomei minhas atividades, não prometo que meus poemas serão tão frequentes como no ano passado, pois a faculdade está ocupando boa parte do meu tempo. Espero que compreendam e, para facilitar isso, mando um poema:

Contemporâneo

Passa tempo, passa tempo
passa hora, passa voa
voa o tempo e voa a hora
vem não volta, vai embora
"Volta! Volta!"
nem demora
falta tempo, falta hora
falta, voa, vai embora
passa, passa e nem demora
vai o tempo e vai a hora
e não volta nunca mais.

A verdade é que o tempo não volta
e que eu não tenho tempo.
Tchau!

3 comentários:

Simone Santana disse...

Benjamin, a cada dia que passa se percebe mais domínio da palavra em seus poemas.

Você é um poeta maluco sadio muito querido. Sou sua fã.

Beijo!

Lucas Vallim disse...

Você é um poeta estético, pelo o que eu percebo a sonoridade e o jogo de palavra é quase essencial! Parabéns!

lucasvallim_2004@hotmail.com

Me add para conversarmos sobre parceria, se quiser e puder, é claro.

Até logo!

juranha disse...

de volta. que bom.
estava com saudades de seus belos versos.
abraços
Velho JURA