segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Um dia especial

Há 2 anos com o coração feliz, contemplando os muitos anos felizes que virão. O futuro sorri para nós.


Conto Japonês

Há muito tempo,

Muito antes do tempo do homem,

O universo era habitado

Por seres cuja natureza escapa

À compreensão da pequena mente humana.

Criaturas feitas de luz e majestade

Conviviam com os rudes elementos

De planetas, asteróides e cometas.

Tsukiyomi era um desses seres de poder imensurável.

Senhor das noites mais sombrias,

Era a mais forte luz

Da escuridão celestial.

Reverenciado e respeitado,

Errava pelos céus,

Livre e destemido,

Quando as pesadas pestanas do Sol

Cobriam sua luz divinal.

Tsukiyomi era então o mais forte,

Sonhador, boêmio,

Aventureiro do cosmos sem fim.

Mas Tsukiyomi estava cansado,

Cansado de vagar sem destino,

Perdido no escuro éter.

Algo faltava a Tsukiyomi,

Algo que ele não sabia dizer,

Algo que ele não conhecera

E jamais encontrara

Durante suas longas viagens

Pela imensidão sombria.

Em uma noite, entretanto,

Tsukiyomi teve seu passeio interrompido.

Sentada em um pequeno planeta sem nome

Estava Umi, donzela de longos cabelos negros

Em cujos olhos era refletida toda a profundidade do cosmos.

Tsukiyomi sentiu-se diferente,

Perdera a vontade de vagar,

Vontade de viver

As perigosas aventuras de galáxias longínquas.

O ente apaixonou-se pela delicada donzela

E dela não queria mais apartar-se.

Umi, percebendo o sentimento de Tsukiyomi,

Teve seu rosto ruborizado

Com a timidez de um amor inocente.

Ambos sorriram

E num movimento sincronizado

Tentaram dar as mãos.

Todavia, sendo Tuskiyomi um ente celestial

E Umi um ente terrestre,

O contato entre os dois amantes

Seria impossível.

A dor tomou conta

Dos dois corações.

Tanta tristeza sentiu Umi

Que um milhão de lágrimas derramou

Sobre a superfície de seu pequeno planeta,

Criando o que hoje chamamos de mar.

Tsukiyomi, não podendo ver sua amada em prantos,

Prometeu não abandona-la.

E para que os dois pudessem ficar juntos,

Desenhou sobre a superfície do recém formado mar

A sua imagem.

Umi contemplou com amor

O esforço de Tsukiyomi

E jurou permanecer naquele local

Para todo o sempre,

Esperando a volta de seu amado.

Tendo de se separar de Umi,

pois o Sol já abria seus olhos,

Tsukiyomi prometeu voltar na noite seguinte

Para os dois namorados

Ficarem juntos novamente,

Fazendo assim até os dias de hoje.

E foi assim que a Lua se prendeu à Terra,

E por essa razão seu reflexo surge todas as noites

Na superfície tranqüila do mar.

Assim, pergunto:

Quem medirá a distância?

E quem contará as horas?

Pois cada momento longe de ti

Me é como uma eternidade

Passada no frio vazio do espaço.

Nesses dias solitários, dias de dor e tristeza,

Penso em você, penso nos nossos felizes dias juntos,

Nos sorrisos, nos beijos, nos abraços cheios de ternura e amor,

E me encho de alegria.

Sua imagem brilha sobre mim

E me enche a alma de felicidade.

Não estou só

E posso enfim sorrir.

Seu amor me consola

Nos momentos tristes que passo longe de você

E me dá esperanças

Dos momentos felizes

Do tempo em que estaremos sempre juntos.


8 comentários:

JURA disse...

até que enfim
abraços, belo texto
linguagem bem apropriada

Arte da Luluzinha disse...

Que lindo!
Parabéns.

Mariana disse...

Essa foi uma das teorias mais sutis que eu já vi de como surgiu o mar...

F. Otavio M. Silva disse...

Muito legal seu blog, vou passar mais vezes agora.....

dá uma passada no meu
http://otaviomsilva.blogspot.com/
e/ou nesse q participo
http://mundo-leitor.blogspot.com/

Forte abraço.

Diougnes disse...

Gosto da forma como escreve, ainda que difira da minha. Inclusive, gostaria de tratar temas seus no meu blog.
Abraço.
:)

danbrandao disse...

muito bom, parabens.

http://danbrandao.blogspot.com

Arte da Luluzinha disse...

Deixe-se guiar pela estrela no fundo do seu coração !


Feliz 2011

Beijinhos

Ler Na Net disse...

Caro Leitor,

A Ler Na Net é um site de publicações e vendas de livros virtuais. E por se tratar de algo inovador no mercado, nós o convidamos para publicar uma de suas obras ou textos em uma de nossas sessões.
Desse modo, também aproveitamos este comunicado para convidá-lo a visitar nosso site e verificar a grandiosidade de nosso projeto.
Logo, venha participar dele conosco. Será uma grande honra!

* Os livros são comercializados no modo virtual (e-book), o valor da venda é ajustado ao estabelecido pelo site.
www.lernanet.com.br